20/05/2008, Quarta-feira
Governo do Ceará
Acesso a Informação

Telefones úteis

Rede Social

  • EducacaoCeara
  • seducceara
  • seducceara
  • Instagram da SEDUC
  • Flickr da SEDUC
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto

Notícias

Dia do Professor: Seduc faz homenagem aos profissionais da rede estadual

15 de Outubro – Dia do Professor. A data foi oficializada em 1963, por meio de decreto, e é um momento para render homenagens a quem se dedica ao trabalho de mediar conhecimentos e participa ativamente do processo de aprender de crianças, jovens e adultos. A Secretaria da Educação também presta seu reconhecimento a esses profissionais. Vamos conhecer um pouco da história de três professoras que são consideradas exemplos em suas escolas pelo compromisso, desempenho e dedicação ao que fazem.

2470Christtianne Lima é professora de Química na Escola Patronato Sagrada Família, localizada no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza. Há oito anos, quando concluia o ensino superior, surgiu a oportunidade de lecionar em turmas do Prevest, uma preparção da Seduc para alunos que fariam provas do vestibular e Enem, nas escolas públicas estaduais. "Embora eu não tivesse nenhuma experiência anterior em docência, resolvi aceitar o desafio. Consegui lotação na escola que atualmente trabalho e gostei bastante da experiência" afirma a professora. Ela lembra que no início ficou insegura,  mas com o tempo tudo foi melhorando. "Costumo falar para os meus alunos que sou realizada com minha profissão e foi ela (profissão) que me escolheu" - destaca.

Até agora, a educadora diz que vivenciou vários momentos marcantes, "Através do nosso trabalho conseguimos inspirar diversas pessoas. Costumo ter um relacionamento amigável com meus alunos e ex-alunos. Alguns meses atrás encontrei uma ex-aluna na escola onde trabalho. Ela relatou que estava cursando farmácia por amar a Química e fez questão de dizer que aprendeu a amar a disciplina assistindo às minhas aulas" - destaca. Christtianne lembra que outro fato importante foi a entrada de um ex-aluno no Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará.

A professora de Química diz que a motivação para desenvolver suas atividades vem de saber que pode despertar nos alunos o interesse pelo conhecimento, proporcionar a reflexão,  discussão e criticidade. "Trabalhar  a cidadania,  bem como enaltecer a importância  dos valores morais e éticos.  Enfim,  colaborar  para o desenvolvimento do educando,  das competências e habilidades necessárias para a construção de seu projeto de vida" - completa.

Christtianne Lima deixa sua mensagem. "Amo minha profissão porque através dela tenho a oportunidade de orientar pessoas na busca e realização de seus sonhos. E  parafraseando Rubem Alves, diria que ensinar é um ofício que precisa e deve ser exercido com paixão e arte".



2471Aline Matos, professora de Língua Portuguesa, na Escola de Ensino Fundamental e Médio José de Alencar, consegue movimentar todo mundo com seus projetos para melhorar a aprendizagem dos alunos e articula a disciplina que leciona com a Educação Física e a Arte, por exemplo. A decisão de lecionar começou a ser construída em casa com a própria mãe que é pedagoga e trabalhou na rede municipal. "Sempre admirei o trabalho e o esforço dela e, principalmente, o desejo de mudar (por menor que seja) a realidade de seus alunos. Inspiro-me nela para continuar na educação" - frisa.

Aline trabalha na escola pública há, aproximadamente, sete anos, mas também já ensinou na escola particular.  Esteve na rede municipal de Fortaleza e de Eusébio. Atualmente, está na rede estadual. Acredita que saber que pode contribuir, mesmo que indiretamente, para a vida dos seus alunos é engrandecedor. "Alguns deles, depois que saem do universo escolar, voltam ao colégio para rever os professores, contar sobre a nova fase, alguns dentro das universidades, outros apenas trabalhando, mas todos eles com o sentimento de carinho e agradecimento" - conclui.

Para ela, o reconhecimento dos alunos e dos colegas de trabalho, mais que tudo, serve de motivação para continuar. "Infelizmente isso não acontece com todos os alunos, nem em todas as escolas, mas os que reconhecem nosso trabalho já me fazem sentir otimista e saber que posso contribuir com mais". Aos colegas ela deixa uma mensagem: Não percam as esperanças. Se conseguimos contribuir com a formação de apenas um aluno, está valendo a pena. " Continuemos lutando por mais valorização profissional, pois somos professores, somos importantes para a construção de uma nação melhor.  Definitivamente, um país não se desenvolve sem Educação" - finaliza.



2472A professora de Sociologia e Filosofia, Simone Oliveira, trabalha na Escola Estadual de Educação Profissional Adriano Nobre, em Itapagé. A EEEP explica que além de motivar seus alunos para gostarem das disciplinas, está presente em todas ações da escola. É professora há nove anos e sempre em escola pública. Sua inspiração para o magistério veio da professora da disciplina de Antropologia, no curso de Ciências Sociais, Simone Simões.

"Ela chamou minha atenção, me fez desejar ser professora quando lecionava com tanta emoção e inspiração, que seus olhos enchiam-se de lágrimas. E esse prazer em ensinar e, ensinar com amor, provocou em mim o desejo também de emocionar alguém e fazer com tanto amor aquilo que faria parte de minha vida por um longo período" - afirma.

Simone Oliveira diz que a professora universitária além de amar o que fazia, também era uma grande incentivadora de seus alunos."Depois desse dia eu tive a certeza que seria professora e que meu objetivo também seria influenciar positivamente as pessoas. Desejei um dia que um aluno desejasse ser professor inspirado no meu exemplo. E isso aconteceu, não só uma vez. Conseguir despertar em alguns alunos o desejo de também seguir minha profissão. E nesse momento vi que tinha feito a escolha certa. Sou professora por opção e inspiração e não por ocasião" - ressalta.

Sobre a motivação para participar tão ativamente do cotidiano escolar, Simone Oliveira atribui ao fato de poder fazer a diferença na vida de seus alunos. "Saber que estou contribuindo na construção de cidadãos, bons profissionais, pessoas éticas, honradas, responsáveis e comprometidas com a construção de um mundo melhor". enfatiza. 

E isso, a professora tem comprovado na prática. Ao longo de sua jornada, o que mais marcou sua carreira e fez reafirmar que estava na profissão certa, foi logo no primeiro ano que começou a lecionar. "No final do ano letivo de 2007, recebi um cartão de final de ano de uma aluna que agradecia a minha contribuição e dizia que desejava que todos os alunos tivessem a oportunidade de ter uma professora tão comprometida com seus alunos e com seu trabalho ao ponto de mudar a vida de alguém. Naquele momento tive ainda mais certeza que poderia contribuir de alguma forma com a formação de um ser humano melhor e, não simplesmente cumprir uma carga horária de trabalho e receber um salário no final do mês. Sei que precisamos do salário para alimentar nosso corpo, mas além de alimentar nosso corpo, precisamos alimentar nossa alma. E o alimento para nossa alma é saber que fizemos a diferença na vida de alguém" - assegura. 

Para os colegas, ela deixa sua mensagem: "Ser professor é assumir a árdua missão de transformar vidas, de sonhar sonhos, de afagar sem encobrir erros, de acreditar sem limitar, de amar sem cegar, de impulsionar e não pular por eles, de puni-los para não corrompê-los, caminhar e não caminhar por eles, mas com eles. Ser professor é a mais dura, a mais difícil profissão, mas também a mais digna, doce e gratificante, pois ajudamos a formar todas as outras profissões. E acima de tudo, formamos não apenas profissionais, mas os sujeitos da sociedade. Portanto, ser professor, é ter a esperança que podemos contribuir na formação de um mundo melhor".

 



14.10.2015
Assessoria de Comunicação da Seduc
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Calendário

Dezembro 2017
D S T Q Q S S
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6

SEDUC - Secretaria da Educação do Ceará - Av. Gen. Afonso Albuquerque lima, s/n - Cambeba - Fortaleza - Ceará | CEP: 60.822-325

Ver localização no mapa © 2008 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados