20/05/2008, Quarta-feira
Governo do Ceará
Acesso a Informação

Telefones úteis

Rede Social

  • EducacaoCeara
  • seducceara
  • seducceara
  • Instagram da SEDUC
  • Flickr da SEDUC
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto

Notícias

Educação profissional: parceria entre setores público e pivado cria oportunidade de qualificação para jovens da rede estadual

IMG 4080


A Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Jaime Alencar de Oliveira, de Fortaleza, recebeu na manhã desta sexta-feira (11) a aula inaugural da formação em Tecnologia de Protensão, voltada aos alunos da instituição que fazem a 3ª série do curso técnico de Desenho de Construção Civil. Ao todo, são 38 jovens beneficiados com a qualificação, que está sendo possível graças à parceria entre a Secretaria da Educação (Seduc), a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado (Secitece), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE), a Universidade Federal do Ceará (UFC), a Faculdade Ari de Sá e a empresa Impacto Protensão, referência nacional no uso desta tecnologia.

A experiência é considerada piloto e deve ser levada às demais escolas de educação profissional que ofertam o curso de Desenho de Construção Civil. Ao final do curso, que tem carga horária de 40h, os participantes serão avaliados e concorrerão a uma bolsa de estudos para cursar Engenharia Civil na Faculdade Ari de Sá.

Lídia Damasceno mostra-se entusiasmada com a oportunidade. Ela já é estagiária na empresa Impacto, e vê na formação a oportunidade de firmar-se no setor. "É uma área que eu não conhecia, mas que, no momento em que passei a estudá-la, cativou-me bastante. Hoje, pretendo atuar no segmento da protensão, e já venho desenvolvendo habilidades para trabalhar com os softwares específicos", conta.


Consolidação

O colega Vitor Gabriel Santos entrou no curso de Desenho de Construção Civil com o desejo de, futuramente, ingressar na faculdade de Engenharia Civil. O jovem acredita que a formação recebida na escola servirá como base para o futuro. "A área da protensão é muito boa, está em franco crescimento, e acredito que a criatividade e a inovação, pra nossa profissão, são muito relevantes", considera.

Vitória Karen, também aluna da turma, diz que a formação veio em boa hora. "Já estamos na 3ª série e prestes a entrar na universidade e no mundo do trabalho. A expectativa é de aprendermos coisas novas, ter novas experiências", projeta a estudante.

Luís Felipe Araújo, engenheiro de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa Impacto, lembra que embora o mercado para esta tecnologia já esteja bem desenvolvido no Ceará, ainda é muito novo no Brasil. "Vemos que há poucos profissionais capacitados para executar essa tecnologia nas obras. Nossa ideia é formar técnicos que consigam chegar nas obras já com a visão de como funciona o sistema de protensão e as boas práticas que devem ser executadas, para que a tecnologia seja disseminada de maneira correta", observa.


Flexibilidade

De acordo com o professor José Sérgio dos Santos, que é coordenador do curso de Engenharia Civil no IFCE e foi convidado para ministrar parte da formação na EEEP Jaime Alencar de Oliveira, a protensão permite fazer estruturas com flexibilidade, dando liberdade aos arquitetos para criarem. "Esta prática fez uma espécie de revolução, modificando a maneira como se constróem e se projetam os edifícios. Dá eficiência e economia às obras e, por isso, está presente em cerca de 90% das obras de edifícios comerciais e residenciais em Fortaleza", revela o professor.

José Sérgio lançou, neste ano, um livro sobre o assunto. A obra recebeu o nome de "Desconstruindo o projeto estrutural de edifícios: concreto armado e pretendido", e será entregue a cada um dos alunos que fazem a formação. Segundo o autor, a protensão surgiu nos Estados Unidos, e as primeiras construções datam da década de 1950. No Brasil, foi introduzida em 1997, tendo a empresa Impacto como pioneira na difusão da prática.

A diretora da EEEP Jaime Alencar, Christianne Cruz, vê a parceria como extremamente benéfica  aos estudantes. "Ter o setor produtivo dentro da escola, por meio de parceria com uma empresa que é referência nacional na tecnologia de propensão, é um sonho. Constitui um grande ganho, tanto no que diz respeito à empregabilidade, como à preparação dos estudantes, o que será um diferencial na sociedade. Os 38 estudantes inseridos nesta formação estão com trabalho garantido, pois existem vagas no mercado para esta especialidade", ressalta.


 


11.08.2017
Assessoria de Comunicação da Seduc
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Calendário

Agosto 2017
D S T Q Q S S
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2

SEDUC - Secretaria da Educação do Ceará - Av. Gen. Afonso Albuquerque lima, s/n - Cambeba - Fortaleza - Ceará | CEP: 60.822-325

Ver localização no mapa © 2008 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados