20/05/2008, Quarta-feira
Governo do Ceará
Acesso a Informação

Telefones úteis

Rede Social

  • EducacaoCeara
  • seducceara
  • seducceara
  • Instagram da SEDUC
  • Flickr da SEDUC
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto

Seduc investe mais de R$ 500 mil na participação de escolas em eventos científicos

Com o intuito de ampliar as oportunidades de aprendizagem, socializar os conhecimentos e promover a melhoria da qualidade do ensino, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), expande a cada ano os investimentos para viabilizar a participação de alunos e professores da rede estadual em eventos científicos nacionais e internacionais. De acordo com um levantamento recente, elaborado pela Seduc, foram destinados a essa ação recursos que superam R$ 500 mil. O aporte possibilitou a presença de 312 estudantes e docentes de 86 escolas da Capital e do Interior em feiras e competições.

 

Conforme Rogers Mendes, responsável pela Coordenadoria de Aperfeiçoamento Pedagógico da Seduc, desde 2009, o desempenho dos estudantes da rede pública cearense em Feiras e Mostras Científicas em outros estados e até mesmo em outros países, vem alcançando patamares dignos de elogios e reconhecimento. "Esse sucesso justifica os investimentos em passagens, hospedagem, alimentação e inscrição nas feiras e mostras científicas mais conhecidas" - frisa.

 

Os projetos dos jovens cearenses foram apresentados em eventos como a International High School Project Fair on Environment - GENIUS Olympiad, em Nova Iorque, a International Conference of Young Scientists – ICYS, em Nijmegen na Holanda, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia - Febrace, em São Paulo, e a Mostra Internacional de Ciências e Tecnologia - Mostratec, em Novo Hamburgo-RS.

 

A Escola de Ensino Médio Theolina de Muryllo Zacas, da rede estadual, em Bela Cruz, foi uma das unidades que recebeu apoio da Seduc para participar desses eventos. Em 2011, com o projeto “Fabricação de papel a partir de fibras naturais” ficou em primeiro lugar na área de Ciências Biológicas na Febrace, em São Paulo, e pelo desempenho, recebeu credencial para a Intel ISEF 2012, na Pensilvânia, nos EUA.  No último mês de abril, esteve na Conferência Internacional de Jovens Cientistas 2012, em Nijmegen, na Holanda. Dois meses depois, participou da Genius Olympiad, em Nova York.

 

Outro exemplo, vem do Colégio Estadual Liceu Professor Francisco Oscar Rodrigues, de Maracanaú, que conquistou pela 4ª vez a premiação no VI Foro Internacional de Ciencia y Ingenharia, em agosto, no Chile. A escola mostrou o projeto “Utilização de materiais manipuláveis como uma inovação que qualifica a aprendizagem da Matemática". O resultado garantiu o credenciamento para a Expo-Sciences Internacional ESI 2013, Milset, em 2013, nos Emirados Árabes.

 

Mais duas unidades de ensino também estão credenciadas para visitar o Oriente Médio. A Escola de Ensino Médio Adauto Bezerra, de Juazeiro do Norte, levará o projeto "Análise do resíduo oriundo de alimentos conservados em geladeiras domésticas"  e a Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Júlia Giffoni mostrará o trabalho intitulado “Análise de risco do Complexo Ecoturístico da Aratanha em Pacatuba-CE”.

 

Pelo acompanhamento elaborado pela Seduc, seria necessário mais espaço para falar do sucesso dos estudantes e professores nos últimos cinco anos. Outro detalhe apontado pela Coordenadoria de Aperfeiçoamento Pedagógico é que esse sucesso é resultado da combinação de diversos fatores: escolas com estrutura adequada para colocar em prática o que aprendem na sala de aula em laboratórios de Física, Química, Biologia;  investimentos para o suporte ao desenvolvimento dos projetos escolares nas mais diversas áreas do conhecimento;  mas principalmente, a atuação dos professores coordenadores dos projetos científicos.

 

Os profissionais incentivam o desenvolvimento acadêmico de seus alunos através da orientação e acompanhamento da produção científica nas unidades de ensino. Para o professor Fernando Vasconcelos, orientador do projeto da Escola Murylo Zachas, o financiamento oferecido pela Seduc aos projetos é o reflexo de uma política estadual com foco na pesquisa e com resultados de aprendizagem significativa comprovada. "O Ceará é um dos estados pioneiros no investimento de recursos na iniciação científica júnior e este investimento tem apresentado resultados facinantes" - completa.

 

Rogers Mendes destaca que essas ações demonstram a firme decisão do Governo do Estado em buscar constantemente a melhoria na qualidade da educação pública e o aprimoramento de seus professores.

 


Confira AQUI Levantamento sobre participação das escolas em eventos científicos - 2012

 

 

 

18.10.2012

Assessoria de Comunicação da Secretaria da Educação

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Calendário

maio 2017
D S T Q Q S S
30 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3

SEDUC - Secretaria da Educação do Ceará - Av. Gen. Afonso Albuquerque lima, s/n - Cambeba - Fortaleza - Ceará | CEP: 60.822-325

Ver localização no mapa © 2008 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados